Coletivo de Arquitetos

O Coletivo de Arquitetos é um atelier de arquitetura fundado em 2009 pelos arquitetos Guile Amadeu e Rodrigo Lacerda em São Paulo.

O escritório tem como foco principal de trabalho o desenvolvimento de projetos de arquitetura, possuindo como área expandida de interesse o projeto da paisagem, desenho urbano, intervenção em patrimônio histórico e design de objetos.

Para a atuação nessas diversificadas áreas de trabalho conta com parcerias e colaborações de arquitetos especializados para o desenvolvimento de soluções nos projetos de forma coletiva. 

Em 2014, o Coletivo de Arquitetos inaugurou uma sede em Aracaju passando a atuar de forma simultânea nas duas cidades.

Em 2012 o escritório firmou sua parceria com a Franccino Casa desenhando para a loja o Rack CODA. Recentemente, em 2015 formou-se uma linha de produtos com a marca Franccino nas criações do Banco CODA e Mesa de Centro CODA.

RODRIGO LACERDA

Formou-se pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP/SP) em 2004 e é pós-graduado em Projeto de Arquitetura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010. Até o ano de 2008 atuou como colaborador no Escritório Paulistano de Arquitetura, Arquitetura de Hospitais Karman e com Paulo Mendes da Rocha, arquiteto laureado com o prêmio Pritzker no ano de 2006. Nesse período participou de projetos de residências, escolas, edifícios habitacionais, requalificações urbanas, hospitais, industrias, entre outros. Nessa diversidade de projetos, aprofundou-se no desenvolvimento de projetos executivos, acompanhando a elaboração dos projetos complementares de engenharia. Desses trabalhos, se destacam a Reforma e Ampliação do Museu do Ipiranga em São Paulo, Requalificação do Centro Histórico de Guarulhos, além de projetos de escolas para o Governo do Estado de São Paulo em estrutura pré-fabricada de concreto. Paralelamente às experiências nesses escritórios, o arquiteto desenvolveu projetos de autoria própria, dentre os quais podemos destacar a Residência Aracaju, menção honrosa no 7° Prêmio Jovens Arquitetos 2005. Atualmente o arquiteto leciona as disciplinas de projeto de edifícios institucionais e de edifícios verticais para habitação multifamiliar no curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Tiradentes, Aracaju, Sergipe.

GUILE AMADEU

Formou-se pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP/SP) em 2003. No ano seguinte fixou residência em Barcelona, Espanha, e realizou sua primeira pós-graduação em Desenho e Cálculo de Estruturas pela Universidade Politécnica da Catalunya (UPC). Pela mesma universidade se pós-graduou no curso Habitar La Casa no ano de 2005. Durante os quatro anos em que permaneceu fora do Brasil, colaborou com o escritório EMBT – Miralles Tagliabue Arquitectes Associats em projetos e concursos de escalas variadas. Nos últimos dois anos dentro do escritório catalão, integrou a equipe que desenvolveu o Concurso, Ante Projeto e Projeto Pré Executivo para a proposta vencedora do concurso para o Pavilhão da Espanha na Expo Universal de Xangai 2010. Paralelamente às atividades desenvolvidas como colaborador no escritório de Benedetta Tagliabue, participou de concursos em conjunto com outros dois arquitetos europeus recebendo, em 2006, o Primeiro Prêmio no Concurso de Requalificação de Área Urbana em Podenzano, Itália. No mesmo ano e com a mesma equipe de arquitetos, recebeu menção honrosa no Concurso para Biblioteca Municipal de Melzo, também na Itália.